Carências de Planos de Saúde

Seguem abaixo as carências de Planos de Saúde

Carência: período para começar a usar o plano

Para saber a partir de quando você poderá utilizar seu plano após a contratação.

É  importante verificar os prazos de carência.

Carência é o tempo que você terá que esperar para ser atendido pelo plano de saúde em um determinado procedimento.

Esse tipo de informação está presente no seu contrato.

Pela legislação de planos de saúde, para planos individuais ou familiares novos ou adaptados.

Contratados a partir de 02 de janeiro de 1999 ou adaptados à lei a empresa que vende o plano de saúde pode exigir:

Atenção: * Esses são limites de tempo máximos.

Isso quer dizer que a operadora de planos de saúde pode exigir um tempo de carência menor que o previsto na legislação.

Consultas e exames de baixa complexidade em média ocorrem em 30 dias após a ativação do plano de saúde.

A depender da operadoras exames de média complexidade podem ocorrer em até 90 dias após a ativação do plano.

Verificar junto a sua operadora as regras.

** Para as doenças e lesões preexistentes, o consumidor tem cobertura parcial temporária até cumprir dois anos de ingresso no plano.

Durante esse período ele não tem direito à cobertura para procedimentos.

De alta complexidade, leitos de alta tecnologia – CTI e UTI – e cirurgias decorrentes dessas doenças.

Caso necessite de maiores informações consulte o site da ans   ou solicite a nossos corretores on line

situação Tempo a ser aguardado após a contratação do plano de saúde*
Casos de urgência (acidentes pessoais ou complicações no processo gestacional) e emergência (risco imediato à vida ou lesões irreparáveis) 24 horas
Partos a termo, excluídos os partos prematuros e decorrentes de complicações no processo gestacional 300 dias
Doenças e lesões preexistentes (quando contratou o plano de saúde, a pessoa já sabia possuir)** 24 meses
Demais situações 180 dias
Carências de Planos de Saúde
Avalie essa empresa

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *